terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

O PRÉ PAGA PELO PÓS

Entre milhões de clientes da telefonia móvel, que hoje representam a maioria entre os usuários de telefone, estão uma outra maioria que são os clientes de telefonia móvel pré-paga.
Esses clientes traduzem os números capitalizados pelas empresas, significam em torno de 80% dos clientes.
Diante destes dados, muitos questionam-se o pôrque do custo da ligação originada de celular pré-pago ser mais cara do que o do pós-pago sendo que, esse cliente paga antecipadamente pelos serviços enquanto que o cliente pós paga posteriormente (e quando paga!). Além do mais, o cliente pré tem prazo determinado conforme o valor da recarga efetuada para utilizar os créditos pagos previamente, sob pena de tê-los bloqueados até uma nova recarga em no máximo sessenta dias; caso contrário, são sumariamente desativados, ficando o usuário no prejuízo daquilo que pagou e não usou.
A verdade é que, o lucro real das operadoras origina-se do consumo do cliente pré-pago, em virtude da receita já está garantida. O que não ocorre com cliente pós-pago, o qual, em esmagadora maioria torna-se inadimplente por muitas vezes perder o controle dos seus gastos, visto que não há limite de consumo, ele extrapola a franquia excedendo em muito o valor contratado.
Será, então, justa a tarifação realizada para o fiel cliente pré-pago que é considerado de baixa renda mas, que contraditoriamente, um excelente pagador e, por muitas vezes paga também a conta do pós-pago caloteiros?
Este sim deveria ser considerado cliente "Vips", "Diamante", "Cinco estrelas"...
(Por Roy Lacerda)

Um comentário:

Fernando disse...

concordo plenamente, os usuarios pré-pagos sim deveriam pagar ma tarifa menor pelas ligações... muito bem lembrado abração Fernando Spínola Neto