terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

O CAMPO GRANDE 'PEDE SOCORRO'

Com a proximidade do carnaval, fomos dar uma 'espiadinha' na confecção dos camorotes e arquibancadas montadas no circuito do Campo Grande. E para nossa surpresa, constatamos o total descaso para com a praça. Verdadeiro 'antro' de vagabundos de todas as idades. Segundo apuramos com alguns funcionarios municipais (cerca de 7) para varrição e irrigação e alguns moradores do bairro. A Pça. Dois de Julho, tambem é um 'cartão postal' de Salvador. O bairro que outrora abrigava as familias abastardas em suas mansões, que cederam lugar a edificios hoje, de classe media alta, portanto zona 'nobre', local de caminhadas (a exemplo do dique) e visitas turisticas em pessimo ambiente. De que serviu a colocação de grandes ao redor? (mesmo fechadas apartir das 21h, se os malandros pulam para dormirem?) A vigilancia do local (24h) é atribuição da Guarda Municipal, e não querer 'ser puliça' . Durante o tempo que lá estivemos nem sinal da GMS, que por sinal, encontramos dois compenentes ('papeando') em frente ao Sebrae, já na av.7 de Setembro. Alem do mais, os Palacios do Arcebispado (residencia do Cardeal Primaz do Brasil) e da Aclamação (ex-residencia do Governador) fazem parte do local. E olhem que estamos falando da área onde inicia-se o desfile do carnaval. Imaginem os bairros populares e perifericos. Não nos interessa saber qual orgão é responsavel: Desal, Sumac, Sucop ou outro, que, na verdade não passam de 'cabides de empregos' para arregimentar 'afilhados' de politicos, e nada fazem em beneficio da cidade. E aí João?

Um comentário:

Fernando disse...

gostaria de saber...

gostaria de saber pra que veio a guarda municipal de salvador, talves eu possa estar mal informado, mas ainda não soube de nenhuma intervenção da mesma, qual o verdadeiro intuito dos guardas municipais, abrir e fechar portões, os "seguranças de rua" não participam em nada em nosso dia-a-dia, você pode encontrar em muitas praças e ruas pares de guardas municipais batendo papo com policiais militares, ora, não eram pra complementar a segurança da cidade? eles junto aos policiais não contam nada pois ja que o local onde os policiais estão não precisa dos guardas, acredito que os guardas deveriam ficar em locais e praças onde não há policiais, a falta de armamento epreparo desses guardas, levam a falta de credibilidade quanto a seu trabalho que é guaradr e proteger os bens publicos e a nós mesmos, ora, como pode 2 guardas municipais separarem uma briga de 2 homens na estação da LAPA e acabarem apanhando? como pode? vamos tratar e pelo menos munir esses guardas com revolveres de calibre 38, pelo menos, e treina-los para usar os mesmos, pois enquanto isso não for feito, na minha humilde opinião, nada vai valer essa guarda municipal senão gastar dinheiro publico a toa, com as viaturas para lá e para cá sem a menor necessidade...

queremos uma guarad municipal mais atuante e não uns guardas municipais que se fazem de espantalho, isso mesmo, pois os espantalhos eram colcoados nas lavouras para espantar as aves que vinham comer a mesma, isso funcioan, porém, na segurança pública esse metodo não funciona, não queremos espatalhos em pé parados para fingir que temos segurança...

Fernando Neto