sexta-feira, 3 de julho de 2009

A INCONSTITUCIONALIDADE DOS PEDÁGIOS

Derrubou-se o diploma e a obrigatoriedade dos cursos de jornalismo, e outros estão a caminho, sôb a alegação de defender-se o direito da livre expressão. Aos automobilístas é empurrado goela abaixo taxas de emplacamento e IPVA. Onde está a imensa arecadação dos tributos cobrados justamente para a conservação das vias urbanas e rodovias? O direito de ir e vir, está cerceado pelo próprio governo, quando privatiza estradas, permitindo a criação dos crescentes e caros pedágios nas rodovias do país, pois, se o pedágio não for pago, não se tem o direito de trafegar. A Constituição garante, não só a 'livre expressão', com tambem o inalienável 'direito de ir e vir'. Para o Superior Tribunal Federal só tem valia, o primeiro? E o segundo? Não existe? Não tem a mesma importancia? E agora, senhor Gilmar Mendes e demais magistrados? O que dizer à imprensa e a sociedade? Pelo simples fato de usarem carros oficias, não justifica o silêncio. Fazer 'vistas grossas' não é cabível. Façam uso do poder que lhes é atribuído, com a mesma veemência!. Provem o caráter, a honradez, a moral, a ética, aplicando com isenção, as devidas e merecidas sansões ao governo federal, sem medo de serem felizes!.

6 comentários:

Mateus Luciano disse...

caro colega não esquenta o "Carnaval logo ta ai" , e assim caminha a humanidade

asianteenager disse...

I really feel happy to visit your site it is a good site and don forget to visit my site sir,
http://phalla19.blogspot.com/
Regards,
Phalla

Laguardia disse...

Compare a grande diferença entre a conservação e manutenção das estradas sob a responsabilidade governamental e as sob a responsabilidades das operadoras de pedágio.

Nosso IPVA vai para o bolso de políticos inescrupulosos. Vai para que sua excelência o presidente da república volte da Argélia no norte da África em um dia e vôe par Paris no dia seguinte.

Tenho mais prejuízo com meu carro viajando em estradas federais do que nas estradas de pedágio.

Em Minas só temos uma ou duas estradas com pagamento de pedágio. Em uma só viagem perdi três pneus. Me custou muito mais do que uma viagem de Belo Horizonte ao Rio pagando pedágio.

Nas estradas federais se tenho problemas com o carro tenho que me virar pegando carona ou outra coisa qualquer. Não tenho assistência mecânica nem de emergência em caso de acidente.

Afortunados são aqueles que têm o privilégio de viajar pagando pedágio.

Errado está o governo que embolsa e desvia o dinheiro do IPVA para outros fins.

CPI Brasil (Roy Lacerda/Editor) disse...

Laguardia: demorou cerca de dois anos para receber pelos prejuízos que tive com referência a pneus, suspensão, alinhamento etc. Entrarei na justiça qtas vezes sejam necessárias, contra o Estado(Prefeitura ou Governo) e meu seguro cobre assistencia mecânica.Vale à pena recorrer.Em muitos casos, é mais barato viajar de avião.(Roy Lacerda).

CPI Brasil (Roy Lacerda/Editor) disse...

Mateusw: não se trata de esquentar.O importante é denunciareir a busca de nossos direitos.O brasileiro ainda desconhece tudo que Còdigo de Defesa do Consumidor oferece. Lamentávelmente.(Roy Lacerda)

angela disse...

Tem muita lei inconstitucional, que são do interesse imediatista dos governos e a coerencia e respeito que se danem.