segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

UM GRANDE DESABAFO.

Mensagem ao Presidente da república:
“Um estadista aceita que sua vida pertença à nação que dirige, mas um outro tipo de político acha que a nação lhe pertence depois que assume sua liderança como presidente, permitindo que sua psicopatia pelo poder perpétuo, e os compromissos com o submundo que lhe garante sustentação, elimine seu eventual “talento” de perceber que tudo na vida tem inicio, meio e fim, às vezes trágico, especialmente para aqueles que enganam descaradamente a maioria dos que os colocaram no poder pelas vias das práticas de estelionatos eleitorais, exploradoras da boa fé dos menos esclarecidos.” Não vou chamá-lo de senhor, presidente. Apesar do cargo que ocupa, sua postura no exercício do mandato, autorizado nas urnas por aqueles que iludiu com o maior estelionato eleitoral da história do país, tem sido uma absurda vergonha, o desqualificando para comandar o país, e para ter o mínimo respeito de alguém honesto, digno, e ético. Este é o entendimento de um cidadão que lhe escreve diretamente e sem anonimato, um patriota que sempre trabalhou muito e de forma incansável para conduzir a vida com dignidade, honestidade e moralidade, objetivando cumprir suas responsabilidades familiares e profissionais. Os cidadãos honestos não subornados pelo petismo sabem que, a partir da fraude da abertura democratica, o país, nas mãos de desgovernos civis, vem se transformando gradativamente no paraíso da escória corrupta que infesta o mundo civilizado. O Brasil está imerso no mar da degeneração moral que alimenta o jogo de poder praticado pelas fétidas oligarquias políticas que receberam dos militares um país pronto para ser tornar uma das maiores potências econômicas do mundo. No seu desgoverno presidente, percebe-se a formação de uma hedionda burguesia de filiados ou cúmplices do petismo, que oferecem sustentação às mais calhordas, imorais e criminosas práticas de relacionamentos públicos e privados, influenciados pela prostituição sem limites dos políticos, que estão transformando o poder Legislativo em um covil de bandidos servil às ordens do poder Executivo, sem as devidas reações do poder Judiciário e dos Tribunais Superiores, que não mais merecem o respeito da sociedade. Somente a hipocrisia e a leviandade dos esclarecidos patifes, a cumplicidade de diversos setores da sociedade que querem ver o país imerso no regime socialista totalitário usufruindo de estúpidas benesses alimentadas com o trabalho dos contribuintes, o assistencialismo manipulador da falência educacional e cultural, o entreguismo de oficiais das Forças Armadas que já esqueceram que a bandeira do país não é a do PT, o submundo da corrupção que toma conta do poder público em todas as suas instâncias, o apoio das apodrecidas e imorais estruturas dos podres Poderes da República, especialmente dos que deviam defender a essência dos códigos legais do país e, finalmente, a explícita canalhice geopolítica que induz líderes de grandes nações a fechar os olhos para a desgraça moral que o petismo está impondo ao nosso país, tudo associado à covardia de formadores de opinião que poderiam fazer a diferença para livrar o país dos filhos dos ovos da serpente do comuno-sindicalismo, é que têm permitido sua permanência no cargo de presidente, cargo este que é absolutamente incompatível com suas atitudes como governante.
Se a sociedade acordar a tempo e impedir a continuidade dos seus torpes sonhos de poder ditatorial perpétuo, serão necessários algumas décadas para que os hediondos danos causados pelo petismo ao país sejam combatidos, para que a moralidade, a dignidade, a honra, a ética, e a honestidade voltem a ser valores cultivados nas relações familiares, sociais, educacionais, acadêmicas, culturais, empresariais e públicas, como fundamentos da sociedade dos nossos sonhos. Nos seus dois mandatos o país despencou na ladeira da decadência moral e legal com suas relações públicas e privadas tomadas pela desonestidade, pela corrupção desenfreada e pelo descarado roubo dos contribuintes. Presidente, quem pagará a conta da falência das contas públicas que estão bancando o seu saco sem fundo assistencialista comprador de votos e subornador das instituições e das relações públicas e privadas? O presidente americano que o chama de “o cara” ou o presidente francês que patrocina sua fantasia de estadista para garantir a compra dos aviões já recusados por alguns países e não aceitos pela Aeronáutica como a melhor solução para o país?
Seu discurso de campanha estelionatária se transformou em uma das mais grotescas mentiras da história política do país. No seu desgoverno não houve o prometido resgate da moralidade mas sim a formalização da desonestidade, da corrupção subornadora, e do corporativismo mais sórdido, como formas de estruturar um grupo de poder para perpetuar o petismo no comando do país. Exemplificando, os seus 40 amigos e cúmplices mais chegados, denunciados pelo Procurador Geral da República por diversos crimes, o mesmo que ficou com medo de incluí-lo na lista, estão livres, leves e soltos, dando as cartas no submundo da política prostituída que continua dando sustentação ao seu desgoverno. A sociedade brasileira está sendo dominada pela impunidade dos canalhas da corrupção vinculados ao petismo, assim como por um inconcebível apartheid que está induzindo o nascimento de revoltas cada vez maiores contra discriminações institucionais - promovidas pelo desgoverno petista sob seu comando - entre os cidadãos de todas as classes sociais, assim como pela falência do mérito como condutor das oportunidades de crescimento pessoal, cultural, educacional e profissional. Suas políticas de “cotas” presidente, que obrigam as instituições de ensino universitário públicas a aceitar a discriminação entre quem sabe e quem não sabe, forçando a aceitação desses últimos nos bancos das universidades, estão no caminho de destruir o ensino superior público no país e promover conflitos educacionais e raciais entre seus estudantes. No entanto, o ensino fundamental e médio continuam sem um projeto para tirá-los do final da lista dos piores do mundo civilizado. Afinal de contas o petismo não tem um projeto educacional para o país mas apenas um projeto de poder pelo poder. O aparelhamento do poder público ficou incontrolável e provocará, no futuro, confrontos entre aqueles que pagam impostos para sustentar um covil tomado por bandidos do colarinho branco, contra aqueles que estão ficando milionários com o produto da corrupção e os que fazem fila para receber horas extras sem trabalhar, por exemplo, enquanto a saúde pública do país está um verdadeiro caos, e as classes dos policiais civis e militares, dos professores, e dos médicos, são tratados como mão-de-obra desqualificada, sujeita a remunerações e condições de trabalho vergonhosas. O envelhecimento da estrutura econômica do país está se delineando e serão necessários cada vez mais investimentos que não podem ser feitos, pois os recursos do país são direcionados para bancar seu projeto de poder, seu assistencialismo que transforma cidadãos em escravos do Estado, e os juros da dívida pública que daqui há alguns anos vai se tornar impagável. Até lá a mentira do seu pré-sal, entre tantas outras patrocinadas pelo ludibrio de toda uma sociedade, ainda não dará qualquer resultado relevante para o país. O estelionato eleitoral que está se configurando para conseguir eleger sua candidata baterá todos os recordes das mentiras do mundo ocidental, mesmo com o fracasso de bilheteria do filme pago com o dinheiro dos contribuintes para promovê-lo como o “filho do Brasil”. Pobres desses atores, traidores do país, que aceitaram como pagamento o dinheiro do contribuinte e que fizeram esse papel ridículo para fazer sua propaganda política. No seu desgoverno prolifera a oferta de cargos no poder público induzindo a sociedade a não mais ver o trabalho na iniciativa privada como algo digno ou interessante, pois exige mérito e a constante busca do aperfeiçoamento profissional. Milhares de pessoas são induzidas pela desqualificação moral de seu desgoverno a frequentar desesperadamente as salas preparatórias para concursos públicos deixando de lado a busca de desafios na vida profissional na iniciativa privada que exige muita dedicação, empreendedorismo, honestidade, competência e trabalho. Servir ao poder público não é mais servir à sociedade e sim à luta suja pela garantia de pertencer a uma sórdida burguesia que está sendo estruturada pelo petismo para controlar o país. O poder público somente exige o conhecimento formal para os concursados serem aprovados. Depois basta ser leal ao corporativismo sórdido, imoral e corrupto, para se dar bem para o resto da vida. É claro que não estamos falando dos milhares de cargos de confiança que são ocupados apenas por indicação dos atuais “donos” do poder público. Nada pode ser mais danoso para uma nação do que o relativismo que transforma a competência cultural, educacional e acadêmica em instrumentos imorais conforme a conveniência de defender o status quo da corrupção desenfreada da burguesia que toma conta do poder público, quando este se agiganta sem controle da sociedade. Em todos os sistemas totalitários essa característica se repete. O final da tragédia todos sabem: covas coletivas para os desafiantes do sistema totalitário até que a sociedade resolva dar uma basta sanguinário aos genocidas de colarinho branco. Mas o maior erro de seu desgoverno tem sido essa absurda, inexplicável, e sistemática perseguição e vingança contra as Forças Armadas. Nossos militares tiveram que enfrentar uma luta armada para defender o país do comunismo genocida e souberam edificar as bases para uma potência econômica mundial, tudo perdido pelos canalhas da corrupção e do corporativismo mais sórdido, que transformaram o país na ilha da fantasia dos corruptos e bandidos do colarinho branco durante os desgovernos civis. O que o seu ministro da justiça tem feito para combater a guerra civil disfarçada que toma conta das grandes metrópoles ceifando centenas de vidas de inocentes? O que o seu ministro da justiça tem feito para estancar o contrabando de armas que alimenta o narcotráfico? O que seu ministro da justiça tem feito para combater a transformação do poder público em um covil de bandidos e corruptos? O que o seu ministro da justiça tem feito para estancar o loteamento do país aos interesses de multinacionais fragilizando cada vez mais nossa integridade territorial? Respondo presidente: - NADA. Além de patrocinar indenizações e pensões vitalícias milionárias para terroristas e sequestradores - traidores do país -, seu ministro da justiça está transformando a PF em uma polícia política do PT, o poder Judiciário em servidor dos interesses do seu projeto de poder perpétuo e, entre tantos outros desmandos inconfessáveis, se esmera na prática de uma estratégia de promover por todos os meios uma perseguição eivada de ódio contra as Forças Armadas, principal função do seu ministro da justiça do seu desgoverno presidente. O que vocês esquecem é que as Forças Armadas não são apenas os oficiais que estão aceitando esse jogo suicida da caserna acovardada, se vendendo ao petismo, ou deixando-se calar pela omissão, pelo medo, ou pela cumplicidade. Milhares de soldados e centenas de patentes imediatamente superiores, todos carentes de tudo o que seria obrigatório para manter a dignidade humana em um ambiente militar, a disciplina hierárquica, e o respeito à instituição, podem estar chegando à fronteira da desesperança de continuar servindo à nação nas suas funções constitucionais e, diante da contínua destilação do ódio e da vingança de gente inconsequente e irresponsável que cria Comissões de Vingança, poderão incendiar o país em uma guerra civil de consequências imprevisíveis. Presidente, os militares não têm o usufruto dos cartões de crédito corporativo utilizados pelos funcionários dos podres Poderes da República e pelos seus familiares, sem qualquer controle da sociedade, já que as faturas dos descarados assaltos aos contribuintes virou segredo de Estado por iniciativa de alguns canalhas que o protegem, assim como preservam o seu séquito de lacaios ou cúmplices do seu projeto de poder. As esposas dos militares, presidente, não fazem operações estéticas com o dinheiro dos outros, não compram etiquetas para humilhar a sociedade que com seus impostos sutentam as instituições públicas, nem sacam no caixa eletrônico as fortunas que são gastas sem explicação à sociedade. Suas vidas, presidente, são mantidas com sofrimento e abnegação às suas responsabilidades de servir ao que determina a Constituição do país, documento legal que virou papel de rascunho - para alguns papel higiênico - nas mãos dos que promovem a falência da moralidade e da justiça no país. Militar, presidente, come em bandejão – a não ser aqueles que curtem as benesses do palácio presidencial -, ou nos ditos pés-sujos que vendem comida de qualidade duvidosa em troca de ticket-refeição que já está sendo racionado nos quartéis. Militar, presidente, não tem e não quer ter direito às descaradas mordomias que alimentam o mais sórdido poder público de toda a nossa história. Apenas quer ser tratado com respeito e dignidade pois sua principal função é defender o país em um mundo onde a segurança das fronteiras já não existe mais, se do outro lado não tiver um poder militar preparado para lutar contra as ameaças cada vez mais presentes e sofisticadas contra um país rico em recursos naturais e de dimensão continental. Presidente, por que tanto ódio e desejo de vingança contra os militares? É provável que os pecados do seu desgoverno sejam tão sérios que a estratégia de desviar a atenção da sociedade com essa campanha que não tem fim seja uma estratégia, que vai dar em água, mais cedo ou mais tarde. Presidente fique atento, pois o caminho da união de militares dignos de continuarem a vestir com honra as fardas das Forças Armadas e milhares de cidadãos civis, incluindo policiais civis e militares, que já acordaram para o que realmente representa o petismo para o futuro do país, já começa a ser percebida. A queda do muro da vergonha do petismo poderá ser mais rápida do que a queda do Muro de Berlim. O maior risco para os empreendedores do decálogo de Lênin é perder a noção dos abusos que cometem no jogo do poder pelo poder. A sociedade civil já está cansada de trabalhar mais de cinco meses por ano para sustentar o covil de bandidos em que se transformou o poder público do nosso país, com a conivência de um poder Judiciário que também está fechando os olhos para as consequências do seu irresponsável relativismo político-servil ao projeto de poder perpétuo do petismo. É para o seu lider que envio esta mensagem, mensagem, o presidente, um irresponsável que coloca bonés dos sem-terra e finge que não vê a destruição gradual do conceito de propriedade privada se espalhando impunimente pelo país. Sua atitude, presidente, absolutamente inexplicável, de assinar um decreto que praticamente promove um golpe contra nosso sonho de democracia, será a principal responsável pelo sangue que poderá ser derramado nas ruas do país, se existir ainda alguma coragem, dignidade, honra e patriotismo nos corações daqueles que não querem que seus filhos e suas famílias sejam transformados em escravos do petismo e possam acabar na beira de covas coletivas. Não tenha dúvida presidente: suas milícias dos sem-terras com suas armas escondidas em porões nos campos, e seus acordos de defesa mútua com seu amigo ditador venezuelano, que já está sofrendo as consequências de seus desmandos totalitários, não serão suficientes para conter a revolta da sociedade e livrar o país de um conflito interno armado que está sendo semeado pelo petismo na sua busca de um projeto de poder perpétuo e pela sua demência vingativa contra as Forças Armadas do país. Sua turma de leais amigos, filhos dos ovos da serpente do submundo comuno-sindical, e todos os seus cúmplices do seu projeto de poder, já estão todos ricos, muitos simplesmente milionários, curtindo a impunidade, seja pela traição ao país, ou pelos seus desvios de conduta moral e legal. Já não é suficiente? Por que vocês querem promover uma insurreição da sociedade contra seu projeto de poder perpétuo, presidente, que agride descaradamente nosso sonho de uma sociedade livre e justa, ao promoverem a assinatura de um decreto presidencial que simplesmente busca transformar o país em um regime totalitário? Estão com receio de perder os cartões de crédito corporativo com suas faturas transformadas em segredos de Estado e as absurdas sinecuras patrocinadas pelo seu desgoverno? Na verdade presidente, seu grupo de poder poderá acabar perdendo muito mais do que isso, pois a maioria de seus cúmplices subornados já começa a ter vergonha de encarar seus próprios filhos e suas famílias por estarem pactuando com um projeto de poder tão hediondo que, simplesmente, colocou a moralidade, a ética, a honestidade, a dignidade, a honra e o respeito pelas leis dentro do mesmo saco de lixo fétido com o nome de petismo. Desconfio que, na verdade, o maior medo de vocês, depois do enriquecimento da imensa burguesia petista com o dinheiro dos contrituintes, é que um governo não petista, comandado por alguém realmente digno de ocupar o cargo de presidente do país, tenha a coragem de cumprir a lei e levantar o tapete do submundo da corrupção e do corporativismo mais sórdido que está regulando as relações públicas e privadas sob o comando do petismo, além de resgatar o valor de nossas Forças Armadas, que estão sendo sistematicamente perseguidas e vilipendiadas pelos canalhas do socialismo cubano aprodecido, como “recompensa” por terem defendido o país do comunismo genocida a pedido da própria sociedade. Não acredito que leia esta carta presidente, pois ler nunca foi sua atividade cultural predileta que, nos aspectos que estamos considerando, se resume a falar escandalosas bobagens de improviso sem avaliar seu papel de presidente, ou fazer seus discursos populistas, com auxílio de modernas tecnologias para fazer sua oratória não parecer tão falsa e idiota, os escritos preparados pelos sórdidos comunistas, corruptos, bandidos, ou simplesmente aproveitadores de sua ignorância, para induzí-lo a colocar o país na rota definitiva do socialismo genocida. Mas tenho certeza que estarei sensibilizando e encorajando um pouco mais todos aqueles que ainda guardam esperanças de poderem lutar por uma sociedade livre, democrática e justa. (
Geraldo Almendra 15/01/2010 ).
CPI-BRASIL.COM(Comentário):
Um desabafo de respeito e totalmente digno de apalusos.

2 comentários:

Jayja para tí... disse...

...esa forma tan de él ...puedes visitarme...si quieres...un beso

Lord disse...

offtopic
2010 chegou! O BRASIL ESPERA QUE FAÇAMOS NOSSA PARTE LIMPAMDO O CONGRESSO
“ELEJA, NÃO REELEJA”, O CONGRESSO, AQUELE SHOW DE HORRORES, COM CPIS TERMINANDO EM PIZZA, CONGRESSISTAS ARROGANTES E CORPORATIVISTAS, ACOBERTANDO UNS AOS OUTROS.
OS CONGRESSISTAS SABEM O QUE ALI OCORRE, POREM SÃO CONIVENTES!
ALGUNS CRITICAM SEUS PARES, MAS FALTA CORAGEM.
LAMENTÁVEL PORQUE PRECISAMOS DE HOMENS QUE MORALIZEM AQUELAS INSTITUIÇÕES.

Estou divulgando em meu blog uma lista com todos os Fichas Suja.
Peço que visite o blog, copie a lista e poste no seu, esta chegando a hora da gente reagir contra toda aquela bandalheira.

grato
Lord - http://caranovanocongresso.blogspot.com/2010/01/lista-de-politicos-com-ficha-suja.html